quinta-feira, 29 de novembro de 2018

Quero-te liberdade
Com cheiro a hortênsias do meu quintal,
Seiva
Rosmaninho
E cânticos de sereias loucas
Entre o linho do prazer
E o segredo
Da insubmissão

Quero-te Grito!
Em todas as esquinas escrito
Por nossas mãos
Hirto,
Giestas em meu corpo já aflito
No sangue deste povo
Bendito!


Célia Moura – A publicar “Terra de Lavra”
Ilustração – Simon Clarke Photography
 





Sem comentários:

Enviar um comentário

Quero-te liberdade Com cheiro a hortênsias do meu quintal, Seiva Rosmaninho E cânticos de sereias loucas Entre o linho do prazer E o s...